Uma Corrente do Bem


A solidariedade é uma das principais marcas do Clube de Mães Unidas, de Placas (CMUP), município localizado no interior do Pará. Desde a década de 1987, diversas mulheres se uniram para auxiliar crianças, idosos e famílias em situação de vulnerabilidade social, que vivem na região. Entre as atividades desenvolvidas, está o comércio de frutas, verduras, hortaliças e legumes frescos, além da fabricação de conservas e polpas de frutas. Com a ajuda das Irmãs Missionárias Servas do Espírito Santo (SSpS), elas receberam uma despolpadeira mais potente para auxiliar no processamento dos alimentos e extrair a polpa de frutas, sem corantes ou conservantes.O novo equipamento foi entregue em julho e recebido com entusiasmo pelas voluntárias.


O trabalho no Clube de Mães começa logo cedo, exigindo muito esforço e disposição. Primeiro, as voluntárias realizam a colheita na sequência a limpeza e higienização manual dos alimentos entregues por pequenos agricultores. Na etapa seguinte, a frutas são cortadas em pedaços menores, as cascas e as sementes são separadas, só então começa o processamento com a ajuda da nova despolpadeira. O produto final é pesado, ensacado e armazenado em freezers. Finalmente, a polpa de frutas está pronta para ser distribuída nas escolas da região e fazer parte da merenda escolar das crianças, Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).


A despolpadeira foi uma conquista de recursos através da Rede de Solidariedade (REDES), Instituição Beneficente e de Assistência Social, das Irmãs SSpS. Brasil Norte.“Com a chegada da pandemia tudo ficou muito difícil e os recursos começaram a ficar bem mais escassos, mas houve quem quisesse ajudar”, conta a Irmã Marialva Oliveira da Costa, Missionárias Servas do Espírito Santo.A Irmã Marialva acompanha de perto o trabalho realizado pelo Clube de Mães e garante que o novo equipamento irá potencializar ainda mais o trabalho das voluntárias. “Nós acreditamos no potencial desse grupo de mulheres, no seu serviço, na sua luta e na sua capacidade de superação. Hoje nós estamos comemorando essa máquina nova com muita alegria e muita gratidão aos doadores”, enfatiza.


Para Marli de Fátima Cloth, presidente do Clube de Mães, o sentimento com a doação da despolpadeira é de gratidão e vontade de contribuir ainda mais para o desenvolvimento da comunidade. “Venho agradecer em nome de todos os associados e de todos os agricultores que fornecem as frutas e, com muita perseverança, conseguiram manter esse trabalho durante a pandemia. Estamos muito agradecidas por essa doação que chegou em tão boa hora para nós”, destaca.


Irmã Marialva de O. da Costa, Missionária Serva do Espírito Santo, Coordenadora do Projeto Beth Bruno e membro da Associação Brasileira de Homeopatia Popular


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Wix Facebook page
  • email
  • whats