Um Novo Amanhecer


Iniciamos um novo ano e com ele se renovam as esperanças de um ano melhor do que passou. Esperamos que os novos governantes administrem o pais, o estado com justiça e transparência contemplando o bem de todos e não só de uma pequena minoria privilegiada. Mas nossas esperanças vão além do que os governantes vão fazer. Confiamos também em nossas possibilidades de progredir não só no campo financeiro e do bem estar econômico, mas também da saúde, da educação, das boas relações com a vizinhança, da paz entre os povos. Torcemos que diminua sensivelmente o desemprego, para que as pessoas possam trabalhar ganhando seu pão de cada dia com honestidade. O trabalho dignifica o ser humano. Se observamos a natureza encontramos nela os sinais das transformações operadas pelo trabalho. A própria terra está sempre se renovando em suas sementes que nascem e dão frutos, o rodízio das estações que permitem a vida se manifestar em suas diferentes fases. Se olhamos a natureza ela é ativa e fecunda. Os pássaros se aninham e criam seus filhotes cada ano, as abelhas não se cansam de fazer o mel, as formigas suas caseiras, os astros que continuam em seus movimentos perenes. Toda a natureza nos aponta para novos amanheceres, por isso temos motivos de começar um novo ano com nossas esperança guiando nosso futuros passos.


Almejamos que as famílias possam viver em harmonia e bem estar, cuidando do crescimento e encaminhamento de seus filhos para um futuro próspero para eles.


Esperar com confiança renova o espírito e abre horizontes para o futuro, claro, tudo isso vai acontecer se cada um se empenhar naquilo que lhe diz respeito e fazer o melhor que estiver dentro de suas possibilidades. Não adianta esperar de braços cruzados e ficar reclamando das coisas erradas que percebe. É necessário engajar-se, “sujar as mãos” para transformar os sonhos em realidade. Mudaram muitos conceitos, valores, mentalidades, mas continuam imutáveis as leis naturais que orientam a vida humana.


As expectativas que temos devem ser realistas ao alcance de nossas capacidades. Há muita gente que faz planos mirabolantes, sem fundamento em sua realidade. Quando isso acontece é um caminho certo para frustrações e desilusões. Contudo aqueles que se planejam com os “pés no chão” certamente atingirão os objetivos que tem, ou, ao menos, chegar bem próximo deles.


Cada novo amanhecer traz um novo dia, cada novo ano novas oportunidades. Abraça-las com coragem e destemor pode fazer a diferença na realização delas.


Que todos tenhamos um ano cujos dias sejam cheios de um novo amanhecer



Pe. Deolino Pedro Baldissera, SDS

Padre salvatoriano há 43 anos, professor e psicólogo pela Universidade Gregoriana de Roma, com mestrado em Psicologia e doutorado em Ciências da Religião. Atualmente é pároco em Videira-SC.S


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags