Para Nunca Parar de Jorrar - Dia Mundial da Água


Água para a Casa Comum, vida!

Água para de brotar, morte.


Água para a humanidade, justiça!

Água para de chegar, sede.


Água para beber, êxtase!

Água para de correr nos rios, esgotamento.


Água para banho, privilégio!

Água para de sair da torneira, caos.


Água para todos, dignidade!

Água para alguns, indigna nação.


Água para refrescar, alegria!

Água para de congelar, escuridão.


Água para fazer chover, arco-íris!

Água suja e poluída, lamaçal.


Água para alegria dos animais, instinto!

Água parada e rara nos leitos dos córregos, ruptura.


Água para matar a sede, humanidade!

Água para de fazer cachoeira, sinal dos tempos.


Água para ver brotar e correr, natureza!

Água para de brotar, deserto.


Água para ser tratada e consumida, saúde!

Água para ser desperdiçada, sociedade doente.


Água para o corpo, oxigênio!

Corpo sem água para.


Água para todos, saneamento!

Água para alguns, guerra.


Água para vida no planeta, indispensável!

Planeta para sem água.


Depende de nós se a água será para sempre ou para poucos.

Pare e pense, não só no Dia Mundial da Água





Maria José Brant (Deka), assistente social, analista de políticas públicas na Prefeitura de Belo Horizonte-MG, mestra em Gestão Social, mosaicista nas horas vagas.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags