Nossa Senhora dos Navegantes


Durante todo período em que Jesus esteve entre nós, encontrou-se sempre acompanhado e cuidado por Sua Mãe. No alto da cruz, apesar de toda dor e angústia, Ele observava atentamente seu olhar materno e piedoso, sentia sua dor e preocupava-se com ela. Entregando-a aos cuidados de seu discípulo querido, e ao mesmo tempo sabendo que Maria também o consolaria e o ajudaria a crescer mais ainda na fé, Ele a entregou a nós, para que pudéssemos também ser sempre amparados por ela, pois tinha a certeza de que nunca nos abandonaria, pois esteve com Ele até o final.


Desde então todo aquele que invoca Maria, seja na situação que for, é atendido e cuidado por esta terna Mãe, com os mesmos cuidados e atenção que deu ao menino Jesus. Isso também se deu para que se cumprisse o que foi por Ela mesma recitado no cântico em resposta à saudação de sua prima Isabel, quando dizia …“Eis que todas as gerações hão de chamar-me de bendita” ...


Maria, a mãe de Jesus, ganhou muitos títulos no decorrer dos tempos, os quais foram e são repetidos de geração em geração até os dias de hoje, e não há uma Igreja Católica ou uma cidade cristã que não tenha uma imagem dessa mulher que tanto foi agradável aos olhos de Deus. E não há um devoto de Nossa Senhora que possa dizer que foi desamparado por ela.


Os inúmeros títulos se dão devido alguma aparição, intercessões milagrosas ou, apenas por tradição de povos que confiaram em seus cuidados e que nunca perderam a filiação dada a eles um dia, pelo próprio Jesus.


De todas as belas histórias relatadas sobre a Virgem Maria, suas intercessões e aparições, algumas mais conhecidas e outras menos, vamos, hoje, citar a curiosa devoção à Maria com o título de Nossa Senhora dos Navegantes.


Diz a história que, o início da devoção à Nossa Senhora dos Navegantes originou-se na Idade Média, por ocasião das Cruzadas, quando os cristãos invocavam a proteção da Virgem Maria, sob o título de Estrela do Mar, rogavam amparo aos cruzados ao fazerem a travessia pelo Mar Mediterrâneo, em direção à Palestina. No decorrer do tempo, as pessoas que viajavam pelo mar e os familiares que ficavam aguardando o retorno delas pediam proteção à Santa Padroeira, pois era considerada Santa Protetora das tempestades e dos perigos constantes do mar. Assim, se tornou a Padroeira não só dos navegantes, mas também de todos os viajantes. Essa tradição foi mantida pelos marítimos, sendo muito difundida pelos navegadores portugueses e espanhóis, ampliando-se entre os pescadores litorâneos e, mais principalmente, nas terras conquistadas e colonizadas por esses grandes navegadores. Consequentemente, ocorreu a multiplicação das igrejas, capelas e santuários nas regiões litorâneas povoadas por pescadores e, com a difusão tal devoção veio ao Brasil.


Hoje, no Brasil, são inúmeras as cidades litorâneas que comemoram o Dia de Nossa Senhora dos Navegantes. A festa em sua homenagem é comemorada em 02 de fevereiro. Em Portugal entre os dias 03 e 15 de agosto.


Nos dias festivos de Nossa Senhora dos Navegantes realiza-se, geralmente, um tríduo no qual leva-se a imagem de capela em capela e no dia da festa, a imagem chega à Igreja principal, trazida em procissão pelo mar, feita em barcos, pelos pescadores e de outros que queiram participar.


Em Porto Alegre, cidade de colonização açoriana, Nossa Senhora dos Navegantes foi declarada a padroeira da cidade.


Todos os anos é realizada em Porto Alegre uma procissão fluvial no Rio Guaíba. A festa é realizada todo dia 2 de fevereiro. Em 2008, a procissão no dia da festa, em honra à Nossa Senhora dos Navegantes, reuniu mais de 100 mil pessoas.


Nossa Senhora dos Navegantes: a protetora dos pescadores, navegantes e trabalhadores do mar, vai sempre interceder pela vida, daqueles que enfrentam os desafios da força do oceano, para ganharem seu sustento e de suas famílias. A Virgem Maria, com toda a sua graça, seja no mar, em terra ou no ar, nunca deixará de olhar por todos aqueles que buscam sua intercessão e cuidado. Nossa Senhora dos Navegantes – Rogai por Nós!


Fonte- https://joaobidu.com.br/noticias/religiosidade

http://www.folhadoabc.com.br/index.php/luiz-jose

https://www.calendarr.com/brasil/nossa-senhora-dos-navegantes/


Simone da Cruz Gonçalves

Professora de Ensino Religioso e Educação Física

Colégio e Faculdade Sant´Ana



Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags