Direito à Terra e à Vida dos Povos Originários


Defender os territórios e garantir a vida dos povos Indígenas"... foi o tema principal e precioso que favoreceu o Espírito da Política do Malocão, para a 51ª Assembleia Geral dos Povos Indígenas de Roraima.


Foi uma semana realizada de 11-15 de março de 2022, que já passou, mas os gritos dos guerreiros unidos dos povos Macuxi, Wapichana, Taurepang, Wai Wai, Sapará, Yanomami, Patamona e Warão, ecoam e permanecem nos ouvidos e corações.


Neste cenário, que se vive na grande Terra de Macunaíma (Roraima) é mais que necessário “reunir lideranças e jovens para fortalecer o movimento indígena, sensibilizando e mobilizando para sair para o campo de batalha”, como diz o Edinho Macuxi, coordenador geral do CIR (Conselho Indígena de Roraima) ”. Estiveram reunidas, aproximadamente, mil lideranças dos Povos Indígenas, convidados dos poderes públicos (MPF, FUNAI, SESAI, IBAMA, ICMBIO, Policia Federal, Exercito, EMBRAPA) e responsáveis pelas instituições não governamentais – parceiros dos povos indígenas.


Todos foram percorrendo o caminho de reflexão e discussão das realidades regionais e locais das aldeias, para definir estratégias coletivas, quanto aos direitos fundamentais dos povos indígenas (educação, saúde e território) e em nível de Estado, traçar alianças politicas no movimento indígena.


A assembleia aconteceu no Centro Regional Lago Caracaraná, região Raposa – terra Indígena Raposa Serra do Sol como as lideranças, relembram: “Aqui é um espaço nosso, é um espaço sagrado que a gente sempre teve e que a gente sempre vai ter para realizar nossos eventos, nos reunir para celebrações e fazer a Política do Malocão, que é a politica digna, indígena, oferecendo, da melhor forma possível, a riqueza que a gente tem na nossa região – água limpa e tudo aquilo que gente identifica como qualidade de vida para viver bem, com respeito e dignidade”...


Finalmente a Assembleia manteve seu foco: continuar garantindo a existência e a resistência dos Povos Indígenas na Terra Brasileira.


Presença das SSpS junto aos indígenas



Ir. Aurélia Príhodová SSpS

Comunidade N. Srª de Guadalupe,

Alto Alegre – Roraima.


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags