Agradecer para seguir adiante


O Dia de Ação de Graças, nas palavras da irmã Maria Gislaine Pereira, SSpS, é o momento de elevar nossas preces e agradecer ao Deus da Vida os dons e graças vivenciados neste caminhar, tendo um coração agradecido e pleno do amor de Deus.


Na mesma linha, Dom Orani João Tempesta, nas páginas da CNBB, ressalta que, “para aqueles que estão no caminho espiritual, o Dia de Ação de Graças anuncia formalmente a chegada de um novo tempo, iniciando o Advento que nos conduz ao Natal e simboliza a gratidão que sentimos à medida que nos aproximamos de Deus”.


Só de fazer memória a essas citações, me dá vontade de largar este teclado e sair correndo. Como é exigente e como pressupõe coerência ser e afirmar-se cristão! Vivemos um ciclo exaustivo que vem desafiando nossa fé:


Morte, muitas mortes…

Perdas, muitas perdas…

Fome, muita fome…

Dores, muitas dores…

Estupidez, muita estupidez…

Dissabores, muitos dissabores…

Desemprego, muito desemprego…

Desesperança, muita desesperança…

Teimosia, muita teimosia…

Há de nos restar uma saída…


Vamos levar nossa fé, muito além do que qualquer religião, para morar na teimosia e, a partir dessa mirada, enxergar o quanto temos que agradecer, mesmo na adversidade.

Obrigada a tantos que perderam seus entes queridos e se reinventam a cada dia.

Obrigada pelas doações que aplacaram a fome de tantos.

Obrigada pelos que não calaram seus violões e seus versos.

Obrigada aos que usam máscaras e ajudam a conter o vírus.

Obrigada aos que não puderam estar em isolamento e não se acovardaram.

Obrigada pela tecnologia que une e aproxima.

Obrigada por não nos deixar desistir.

Obrigada pela criança que nasce, cada nascer do sol e cada despertar da natureza.

Obrigada pelo silêncio restaurador das noites enluaradas.

Obrigada por não deixar morrer em nós a esperança.

Vamos dar graças e seguir adiante, sonhando um novo tempo.



Em tempo


O Dia Mundial e Nacional de Ação de Graças é comemorado anualmente na quarta quinta-feira de novembro. A data teve origem nos Estados Unidos, no século XVII. A ideia era agradecer a Deus pela farta colheita obtida depois de um rigoroso inverno. Naquele país, esse dia se tornou feriado em 1863, por decreto do presidente Abraham Lincoln. No Brasil, o Dia Nacional de Ação de Graças foi instituído pelo presidente Eurico Gaspar Dutra em 1949. A iniciativa foi uma sugestão do diplomata Joaquim Nabuco. Em 1909, quando era embaixador em Washington, o brasileiro ficou maravilhado ao testemunhar as comemorações na Catedral de São Patrício, em Nova Iorque.




Maria José Brant (Deka), assistente social, analista de políticas públicas na Prefeitura de Belo Horizonte-MG, mestra em Gestão Social, mosaicista nas horas vagas.

Posts Recentes