A mística educacional na formação do professor


Um dos eixos na dimensão educacional das irmãs missionárias servas do Espírito Santo (SSpS) é a formação permanente dos docentes de sua rede de ensino. Na Província Divina Sabedoria, essa prática se deu de modo on-line, no VII Congresso dos Professores. Ao definir o tema “A dinâmica das relações humanas no ambiente educativo”, a direção da Associação Missionária de Beneficência das SSpS buscou atender aos apelos do Papa Francisco quanto ao Pacto Educativo Global e ao educar para o humanismo solidário.


“Entendemos que o professor-educador é aquele que se mantém sempre em ritmo de busca e autoqualificação continuada, para atender aqueles que são o objetivo do seu trabalho educativo e de sua missão. Nesse sentido, consideramos de suma importância proporcionar aos professores momentos em que, juntos, possamos olhar, com carinho, para a história do conhecimento que estamos construindo em nossa trajetória educativa”, comenta irmã Olmira Bernadete Dassoler, SSpS.


O congresso, realizado na manhã de 28 de maio, foi organizado considerando o carisma trinitário com base em uma lógica tridimensional, convidando os participantes a trabalharem o conceito, a experiência e a vivência em atividades antes, durante e após o encontro. No evento, os palestrantes abordaram três aspectos: o sujeito, a mediação e a finalidade da educação.


Ao traçar o perfil do “bom professor” como um dos sujeitos do processo de ensino-aprendizagem, o prof. dr. Idalberto José das Neves afirmou que os perfis de artesão e de artista são inseparáveis na vida do educador. Enquanto o “artesão passa o que sabe”, dando ênfase no ensino, o “artista é dotado de habilidades especiais”, permitindo a interpretação de papéis para enfatizar a aprendizagem. Ele também compartilhou trechos das respostas de educadores brasileiros e canadenses que participaram de sua tese de doutorado, evidenciando o empenho e a escuta sensível desses professores para transmitir o conhecimento e transformar as pessoas por meio das relações e da interação da sala de aula.


A figura do “educador artista” também surgiu na fala da prof.ª dr.ª Lucicleide Araújo de Souza Alves, que discorreu sobre a importância da arte no contexto educacional e do aprender com a emoção. Segundo ela, é preciso estabelecer relações mais amistosas e saudáveis nos ambientes educacionais, além de ensinar e de aprender por meio de processos mais imaginativos, lúdicos e criativos.


“A presença da arte em contextos formativos, nesse sentido, é de fundamental importância, principalmente nas séries iniciais da educação básica, pois educar pela integração entre o conceito e a arte, integrando-os no cotidiano do trabalho pedagógico, é educar para a vida numa perspectiva dialógica entre o sujeito, a emoção e o ato cognitivo”, pontuou Lucicleide, que destacou a argila como uma das técnicas a serem usadas com os estudantes, em sala de aula. “Quando modelamos a argila, fazemos uma imersão em nosso passado e nos conhecimentos por nós já incorporados e ancorados em nosso cérebro, integrando aos conhecimentos em processo de aprendizado”, comenta a palestrante.


A terceira e última reflexão do congresso coube ao prof. dr. Luiz Síveres, que baseou sua palestra em uma frase do poeta William Butler Yeats, retomada pelo Papa Francisco em uma carta pelos cem anos de uma universidade: “Educação não é como encher um balde, mas acender um fogo”. A partir desse pensamento, Síveres explicou que o professor deve ser como o fogo: energia que expande, calor que aquece o ambiente e luz que ilumina. Valendo-se dessa ilustração, o palestrante destaca que para “acender o fogo” é preciso inspiração, cooperação e transformação. E o resultado dessas ações se apresenta na mística educacional que tem por princípios o respeito à diversidade de expressão espiritual, a subjetividade na ideia da alma e a comunhão das pessoas em comunidade.


Alguns momentos do congresso - professores do Colégio Espírito Santo e do Colégio Santa Maria










Marcos Vinícius Merker

Jornalista no Colégio Espírito Santo de Canoas-RS, membro da Equipe de Comunicação das SSpS Brasil.


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags